As vésperas da Assembleia Geral dos servidores, o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Paulo Dimas Mascaretti, enviou e-mail diretamente à categoria anunciando, enfim, o índice de reposição salarial de 7,08% a ser pago em folha suplementar no dia 18. Mais uma vez o TJ-SP não cumpre a integralidade da data-base, que neste período foi de 11,08%. Os 4% restantes somam-se a outros antigos índices devidos aos servidores, uma soma que chegou a 20,94%. Veja o que foi decidido nesta assembleia, que contou com grande participação dos assistentes sociais e psicólogos

 

Eduardo Neves, primeiro tesoureiro, representou a AASPTJ-SP nesta sexta-feira (01/04) em reunião realizada na Assembleia Legislativa com diversos representantes do funcionalismo público. O encontro aconteceu com o objetivo de pensar formas de enfrentamento ao Projeto de Lei Complementar 257/2016. Veja como foi

Nesta quinta-feira (31/03) as entidades representativas dos servidores estiveram novamente reunidas com o presidente, desembargador Paulo Dimas Mascaretti, e sua assessoria. Mas, as notícias não são boas. Além de não haver novidades, o Tribunal de Justiça agora já não garante mais nem o já anunciado índice de 7% para a reposição salarial.

 

Nesta terça-feira (29/03) as entidades representativas dos servidores reuniram-se com a Comissão de Finanças e Orçamento do TJ-SP. O objetivo da reunião foi o de discutir a possibilidade de o Tribunal de Justiça cumprir a lei da data-base em sua integralidade, ou seja, pagar o INPC integral – 11,08%, recompondo as perdas salariais dos servidores.

 


Conforme noticiado na semana passada, ocorreu nesta quarta-feira (16/03) nova reunião entre as entidades e o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Paulo Dimas Mascaretti. A AASPTJ-SP foi representada pelo primeiro tesoureiro, Eduardo Neves. O TJ-SP manteve a informação de que o índice da data-base será de 7%

 

A AASPTJ-SP recebeu diversas consultas sobre a contribuição sindical compulsória.

Nossa assessoria jurídica elaborou este comunicado de esclarecimento sobre a questão.

 

Representantes da AASPTJ-SP, da AASP Brasil e profissionais de outras entidades reuniram-se, em São Paulo, no último dia 9 de março para a Oficina “A criança vítima ou testemunha de violência e sua exposição ao Sistema de Justiça – Debates sobre o PL 3792/2015”. Veja como foi


Às vesperas da Assembleia Geral, o TJ-SP anunciou índice de reposição salarial de 7%, abaixo da inflação do período (11,08%). Reunida na Praça João Mendes nesta sexta-feira (11/03) a categoria, por unanimidade, rejeitou a proposta


 

Na última terça-feira (01/03) a AASPTJ-SP recebeu em sua sede assistentes sociais e psicólogos das Varas de Violência Doméstica (capital) e da Comarca de Santos para uma reunião sobre o Projeto de Lei 3792/2015, de autoria da deputada Maria do Rosário (PT), que institui a escuta de crianças e adolescentes (similar ao Depoimento Sem Dano). 

No dia 18 de fevereiro, a AASPTJ-SP esteve presente ao evento do CRP-SP: Roda de Conversa - Processos de trabalho no Tribunal de Justiça, com palestra proferida pela conselheira fiscal Claudia Anaf, com participação do tesoureiro Eduardo Neves.

 


No último dia 20, a AASPTJ-SP esteve em Santos para participar do VII Encontro Estadual dos Servidores do TJ-SP. A presidente, Elisabete Borgianni, o primeiro tesoureiro Eduardo Campos Neves e a conselheira fiscal Cláudia Anaf representaram a Associação neste evento. Veja como foi

O Tribunal de Justiça de São Paulo realizou no último dia 15 sessão solene de Abertura do Ano Judiciário e de posse do Conselho Superior da Magistratura, do biênio 2016/2017. A AASPTJ-SP acompanhou o evento, representada pela conselheira fiscal Cláudia Anaf. Diversas autoridades do Executivo, do Legislativo e do Judiciário paulista e nacional estiveram presentes.

 

Preocupada com a repercussão nas mídias sociais de vídeos que expõem crianças que vivenciam o litígio de pais em separação, a AASPTJ-SP procurou o desembargador do TJ-SP Antonio Carlos Malheiros para gravar uma entrevista sobre o tema.

Veja o regulamento do III Prêmio Serviço Social e Psicologia no Judiciário - Perspectiva interdisciplinar e inscreva o seu trabalho.

Não deixe de participar

 

No dia 9 de março a AASPTJ-SP realizará oficina de debates sobre Projeto de Lei que instituirá no Brasil a escuta de crianças e adolescentes (similar ao Depoimento Sem Dano). O evento será restrito aos convidados, sem inscrições disponíveis, por tratar-se de uma oficina de trabalho. Posteriormente divulgaremos os resultados para o público em geral.

O novo presidente do TJ-SP, Paulo Dimas Mascaretti, recebeu as entidades nesta quinta (28/01) para dar início às negociações de 2016. A presidente da AASPTJ-SP, Elisabete Borgianni, solicitou ao desembargador atenção às reivindicações dos Setores Técnicos

Enviamos carta consultando os associados sobre sua permanência na AASP Brasil. Como recebemos algumas dúvidas, elaboramos este informativo que explica todo o processo da criação da Associação Nacional, como se deu a filiação dos associados da AASPTJ-SP e a importância das duas associaçõs

 

Dia 12 de dezembro foi dia de revermos as ações da Associação realizadas durante o ano de 2015 e iniciar os planejamentos dos próximos projetos em prol dos assistentes sociais e psicólogos judiciários. Foram deliberadas as próximas ações para o próximo ano

 

No dia 27 de novembro a Associação promoveu uma reunião em Ribeirão Preto com as equipes técnicas da região, tendo comparecido associados das cidades de Bauru, Brodowski, Sertãozinho, Ribeirão Preto, Rio das Pedras, Guariba, São Carlos, Pitangueiras, Guará, Américo  Brasiliense, Araraquara, Ituverava, Pirangi e  Monte Alto.


A Equipe Técnica das Varas Especiais da Infância e Juventude, em conjunto com as equipes do Ministério Público e da Defensoria Pública realizaram a terceira edição dos Diálogos Interdisciplinares. Este ano o tema foi: Saúde mental e adolescência.


Bookmark and Share