Convidada pelo Cress-MG, a presidente da AASPTJ-SP, Elisabete Borgianni, participou no último dia 16 de uma audiência pública para debater as práticas de inquirição de crianças e adolescentes conhecidas popularmente por Depoimento Sem Dano. A audiência ocorreu na Assembleia Legislativa mineira e foi coordenada pelo presidente da Comissão de Participação Popular, deputado André Quintão (PT).

 

 

 

 

No último dia 09 a AASPTJ-SP promoveu um encontro na região de Ribeirão Preto. Organizado pela representante Genecy Leite Duarte, o evento contou com a participação do primeiro tesoureiro, Eduardo Campos Neves, da segunda tesoureira, Margarida Maria Buosi e da representante da região de Ituverava, a assistente social Carine Mendes de Abreu.

Com o tema “Formação e trabalho profissional do assistente social nos marcos do capitalismo contemporâneo: resistências, conquistas e desafios cotidianos”, o 7º Seminário Anual de Serviço Social, promovido pela Cortez Editora, reuniu cerca de 700 profissionais e estudantes no Tuca no último dia 12.



Veja a mensagem que a AASPTJ-SP preparou em homenagem aos assistentes sociais

 

No último dia 25 de abril a representante da região de Ituverava, assistente social Carine Mendes de Abreu, esteve reunida em sua comarca com as assistentes sociais e psicólogas recém-nomeadas pelo TJ-SP de sua circunscrição. A iniciativa atende às prerrogativas do Planejamento Estratégico, que ocorreu em março em São Paulo-SP, sendo um desdobramento do Grupo de Trabalho Mobilização.

 

 

 No dia 25 de abril, a presidente da AASPTJ-SP, Elisabete Borgianni, participou como palestrante do Curso de acolhimento dos agentes psicossociais da Defensoria Pública. O tema da mesa de debates foi “atuação dos psicólogos e assistentes sociais nos processos judiciais – uma prática a serviço de quem?”. Participou também da mesa a psicóloga e professora da Universidade de São Paulo Maria Helena de Souza Patto.

 

 

 

 

 

A AASPTJ-SP protocolou nesta quinta-feira (08/05) junto à Presidência do TJ-SP ofício no qual questiona o Comunicado Conjunto CGJ e CFS Nº 01/2013 que indica que o psicólogo pode ser ouvido em audiência na qualidade de testemunha, nos casos em que atuou como perito.

Em clima de confraternização e receptividade, a AASPTJ-SP realizou no dia 29 de março o I Encontro dos Assistentes Sociais e Psicólogos Recém-nomeados pelo TJ-SP. Mais de cem pessoas compareceram ao evento que tinha por objetivo apresentar a Associação e uma breve capacitação para os novos profissionais.

 

 

Nesta quarta-feira (02/04) a AASPTJ-SP esteve reunida com parte da diretoria do Conselho de Representantes de Psicologia (CRP-SP) para tratar de temas do interesse dos psicólogos judiciários.

 

 

 


Sexta-feira (21/03) ocorreu a Assembleia Geral dos Servidores do TJ-SP. Cerca de 600 trabalhadores estiveram presente e aprovaram a pauta de reivindicações da categoria, que servirá de base para as negociações com o Tribunal de Justiça durante a Campanha Salarial 2014. Veja pauta protocolada dia 24/03 no TJ-SP


Sábado (29/03) é dia de acolhida dos assistentes sociais e psicólogos recém-noemados pelo TJ-SP. E ATENÇÃO: O evento não será na sede da AASPTJ-SP e sim no hotel Boulevard São Luis - Avenida São Luis, 234 - São Paulo

 

 

 

 

 

 

Quem esperava novidades do Tribunal de Justiça na terceira reunião de negociações que ocorreu ontem (18/03), decepcionou-se. Desta vez, o presidente, desembargador José Renato Nalini, não compareceu, nem passou pela reunião, que foi conduzida pelo desembargador Antonio Carlos Malheiros, com assessoria do juiz auxiliar da Presidência Ricardo Felício Scaff e as secretárias Lilian Salvador Paula (Secretaria de Planejamento de Recursos Humanos - SPRH) e Diva Elena Gatti da Mota Barreto (Secretaria de Gerenciamento de Recursos Humanos - SGRH). A AASPTJ-SP foi representada pelo primeiro tesoureiro, Eduardo Campos Neves.

 

Na manhã desta segunda-feira (10/03), a AASPTJ-SP, representada pelo primeiro tesoureiro, Eduardo Campos Neves, participou da segunda reunião do ano entre as entidades representativas dos servidores e o Tribunal de Justiça. Desta vez, fomos recebidos pelo desembargador Antonio Carlos Malheiros e pelo juiz auxiliar da Presidência Ricardo Felício Scaff. O presidente, desembargador José Renato Nalini, chegou mais tarde e permaneceu apenas alguns minutos na reunião.

 

Assistentes Sociais e Psicólogos que estejam preocupados com a violação de suas atribuições, vejam o breve vídeo e contribuam com seu relato. Agora é a hora!

 

 

 

Elisabete Borgianni, presidente e Cláudia Anaf, conselheira fiscal, representaram, na última segunda e terça (17 e 18/02), os assistentes sociais e psicólogos do TJ-SP durante a 1ª Audiência Pública sobre Eficiência do 1º Grau de Jurisdição e Aperfeiçoamento Legislativo voltado ao Poder Judiciário, realizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

 

Qual é a identidade da AASPTJ-SP? O que queremos para a nossa Associação? Foi com estas questões na cabeça que a diretoria, o Conselho de Representantes, funcionários e assessores estiveram reunidos sexta, sábado e domingo (14 a 16/02) para elaborar um planejamento estratégico.


 

O governador Geraldo Alckmin promulgou a Lei Complementar nº 1.217, que institui o Plano de Cargos e Carreiras dos servidores do Tribunal de Justiça de São Paulo, com as revisões propostas pelo TJ e aprovadas pela Assembleia Legislativa.

 

 


Atendendo à solicitação da AASPTJ-SP, o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Ivan Sartori, encaminhou ontem ao governador, Geraldo Alckmin, ofício solicitando a possibilidade de inclusão de servidores no SP Prev, corrigindo injustiça com servidores do TJ-SP, especialmente assistentes sociais e psicólogos que ficaram de fora do regime próprio.


Nesta terça-feira (22/10) o tesoureiro da AASPTJ-SP, Eduardo Campos Neves, esteve mais uma vez, junto a representantes de outras entidades, na Assembleia Legislativa com o objetivo de fazer gestões junto aos deputados pela aprovação dos Projetos de Lei Complementar de interesse da categoria: 06/2013 (cria cargos de assistentes sociais e psicólogos), 30/2013 (reposição salarial dos servidores) e 42/2013 (licença-saúde).


Representada pelo primeiro tesoureiro, Eduardo Campos Neves, a AASPTJ-SP esteve na Assembleia Legislativa no último dia 15 de outubro em conjunto com representantes da Assojubs, para fazer gestões junto a deputados pela aprovação dos Projetos de Lei Complementar 06/2013 (criação de cargos de assistentes sociais e psicólogos) e 30/2013 (reposição salarial dos servidores referente à data-base deste ano).


Bookmark and Share